StartupStartups unicórnio: o que é preciso saber?

fevereiro 24, 20210

Já ouviu falar em startups unicórnio? Essas são organizações de alto valor de mercado, únicas e raras. É desejo de qualquer empreendedor que sua startup se encaixe nessa classificação. Apesar de ter critérios excepcionalmente exigentes para que uma empresa inovadora seja considerada unicórnio, cada vez mais organizações estão conseguindo tornar-se desse tipo.

É interessante que todo empreendedor entenda o que são startups unicórnio, o que é preciso para se tornar uma, o seu processo de criação e outros tópicos relacionados sobre o assunto. Assim, ele poderá identificar quais negócios podem entrar nessa categoria ou fazer com que sua empresa se torne uma. Leia e aprenda mais sobre o tema!

O que são startups unicórnio?

Esse conceito foi criado por Aileen Lee, investidora norte-americana de capital e risco e fundadora da Cowboy Ventures. De acordo com ela, uma startup unicórnio apresenta uma característica básica: seu valor de mercado deve ser de 1 bilhão de dólares antes de abrir seu capital.

A startup ainda não deve ter feito sua Oferta Pública Inicial (IPO ou Initial Public Offering), que consiste em se tornar uma sociedade anônima (S.A.) de capital aberto e passar a vender suas ações na Bolsa de Valores (B3).

Quanto ao valor dessas startups, ele é definido pelo que é chamado de valuation (valoração de empresas), que pode ser feito por três metodologias diferentes:

  • avaliação patrimonial — cálculo da diferença entre os ativos e passivos da empresa;
  • avaliação por múltiplos — comparação de valor entre empresas de modelos similares;
  • fluxo de caixa descontado — projeção de receitas futuras pela organização.

Normalmente, os unicórnios alcançam o valor de mercado necessário pela expectativa de ganhos que eles gerarão no futuro, já que se tratam de tecnologias disruptivas e escaláveis.

O que é preciso para se tornar uma startup unicórnio?

Não existe uma fórmula pronta para que uma startup se torne unicórnio. Entretanto, é possível identificar um padrão de técnicas, atitudes e estratégias tomadas pelas startups que conquistaram esse feito. Entenda, nos tópicos seguintes, quais são as principais ações feitas no processo de criação de unicórnios e que foram os motivos pelos quais eles fizeram sucesso.

Princípios bem-definidos

Uma boa empresa tem uma identidade organizacional sólida e garante que ela seja seguida durante todo o seu ciclo de vida. Basicamente, essa identidade consiste nos aspectos:

  • missão — a razão de existir de uma empresa que deve guiar todas suas ações;
  • visão — é um objetivo geral e de longo prazo que será alcançado pelo negócio;
  • valores — princípios e crenças que ditam o comportamento dos colaboradores e gestores do negócio.

Além disso, os colaboradores devem identificar-se com tais propósitos, o que garante que eles sejam seguidos em todos seus níveis e setores. Isso também aumenta a retenção do pessoal e faz com que eles se tornem mais produtivos, já que desejarão o sucesso do negócio no mercado.

Inovação

De forma geral, a inovação e disruptividade são requisitos para que um negócio seja considerado uma startup. Porém, essas qualidades são realçadas quando se tratam de unicórnios.

Isso acontece pelo fato de as inovações trazidas não se tratarem apenas de melhorias nos serviços existentes, mas de novidades que transformam o mundo quando são lançadas. Por exemplo, atualmente, é difícil imaginar como seria a rotina de milhões de pessoas sem serviços como Uber e Airbnb.

Expansão global e ágil

Dificilmente, um serviço que somente atrai o interesse dos clientes de um país alcançará o valuation de 1 bilhão de dólares. Os unicórnios surgem com um objetivo global, ou seja, sua forma de operar pode ser replicada em diferentes lugares do mundo.

Também, tais organizações aplicam uma estratégia chamada get big fast (GBF) — ficar grande rápido, em português —, que consiste em oferecer preços baixos e investir pesadamente no marketing para construir uma base de clientes fidelizados rapidamente.

Posição de vantagem

Essa vantagem significa que os consumidores não optam pela empresa somente em razão de preços competitivos, mas também pelo valor agregado em suas vidas. Isso permite que a empresa atue em um mercado sem concorrentes, já que ela se manterá competitiva — podendo alcançar liderança — independentemente se outras organizações do ramo reduzam seus custos e preços.

Quais são as startups unicórnio brasileiras?

Até o final de 2020, houve 12 startups brasileiras que foram avaliadas em mais de um bilhão de dólares e preenchem os demais requisitos para serem unicórnios. Veja quais são elas, as datas que alcançaram essa classificação e uma breve explicação sobre cada uma.

99 — janeiro de 2018

Originalmente criado como um aplicativo para táxi, expandiu suas atividades para fazer parte do mercado de mobilidade urbana. Foi a primeira startup unicórnio brasileira.

Nubank — março de 2018

Pioneira no segmento de serviços financeiros, atua como operadora de cartões de crédito mais acessível, econômica e fácil de usar que os bancos tradicionais.

Arco — setembro de 2018

Empresa que oferece soluções educacionais, oferece conteúdo, serviços e tecnologia para mais de 5.400 escolas.

Stone — outubro de 2018

Fintech de meios de pagamento, oferece maquininhas de cartão, soluções e outros produtos relacionados.

Movile — novembro de 2018

Empresa do segmento de pedidos e entrega de alimentos, logística e emissão de bilhetes, atua em diversos países e faz parte do iFood.

Gympass — junho de 2019

Serviço de assinatura que permite ter acesso a diferentes academias em todo o país — atualmente já é internacionalizada. Bastando usar o aplicativo para usar a academia escolhida.

Loggi — junho de 2019

Plataforma de entregas expressas por meio de motoboys qualificados, que revolucionou o segmento de entregas no Brasil.

Quinto Andar — setembro de 2019

Trouxe facilidades para o mercado imobiliário brasileiro, que é considerado bastante ineficiente e burocrático.

Ebanx — outubro de 2019

Também é uma empresa que vende produtos financeiros, mas tem foco em pagamentos internacionais, conectando empresas globais e consumidores latinos.

Wildlife — dezembro de 2019

Desenvolvedora e publicadora de jogos para dispositivos móveis, tornou-se uma das 10 maiores do ramo no mundo.

Loft — janeiro de 2020

Plataforma que usa tecnologia para facilitar, desburocratizar e acelerar a comercialização de imóveis pelos seus usuários.

Vtex — setembro de 2020

Empresa de comércio colaborativo que traz toda estrutura necessária para que lojistas cadastrem seus produtos, meios de pagamento, frete, ERP etc.

Uma grande parte das novas empresas desejam tornar-se startups unicórnio. Apesar de esse não ser um objetivo fácil de ser alcançado, você sabe o que é preciso ser feito para ser classificada como uma, bem como quais são as principais estratégias aplicadas pelas organizações que foram capazes de atingir esse feito.

Quer manter-se atualizado sobre o assunto? Acesse, curta e acompanhe as publicações da nossa página no Facebook!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

https://xpta.com.br/wp-content/uploads/2021/07/logo.white_.footer.w245x40px.png
Rua Geraldo Flausino Gomes, 42, conjunto 62, São Paulo
11 2165 6970

Follow us:

ENTRE EM CONTATO

A XPTA é uma consultoria brasileira, parceira Microsoft, especializada na implementação de soluções de gestão empresarial.

Copyright © XPTA Consultoria 2021